Personalidades da fruticultura brasileira

Otto Carlos Koller

OTTO CARLOS KOLLER, nasceu em 26 de março de 1938, no Município de Marcelino Ramos, Estado do Rio Grande do Sul. Formou-se Engenheiro Agrônomo em 1961, pela Faculdade de Agronomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS Foi Responsável Técnico pelo Setor de Horticultura e Silvicultura da Estação Experimental Agronômica da UFRGS, onde exerceu atividades de ensino e pesquisa sobre fruticultura, de 1962 a 1971.

Em 1973 obteve o título de Mestre em Fitotecnia, e em 1975, o título de Doutor em Agronomia, pela USP. Em 1973 assumiu o cargo de Professor Assistente de Horticultura da Faculdade de Agronomia da UFRGS. Progrediu a Professor Adjunto em 1975, exercendo atividades de ensino, pesquisa e extensão em fruticultura, em regime de tempo integral e dedicação exclusiva, até aposentar-se em 1989, por tempo de serviço. Paralelamente ao ensino, pesquisa e extensão, exerceu as seguintes atividades administrativas na UFRGS: foi Administrador Interino da Estação Experimental Agronômica da UFRGS; Coordenador do Setor de Horticultura e Silvicultura do Departamento de Fitotecnia; Chefe do Departamento de Fitotecnia; Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Agronomia e Vice-Diretor da Faculdade de Agronomia da UFRGS.

Depois de aposentar-se, continuou exercendo atividades de ensino, pesquisa e extensão na UFRGS, na condição de Professor Convidado e Bolsista de Produtividade em Pesquisa - Nível 1A, do Conselho Nacional de Pesquisas – CNPq. Orientou cinco teses de Doutorado, 41 dissertações de Mestrado e 22 bolsistas de Iniciação Científica. Publicou 137 trabalhos de pesquisa em revistas científicas ou em anais de congressos e publicou 66 artigos técnicos em jornais e revistas de divulgação técnica. Foi autor na publicação de seis livros: três sobre citricultura, dois sobre abacaticultura e um sobre a cultura da goiabeira. É Sócio Fundador da Sociedade Brasileira de Fruticultura, participou da Diretoria Executiva dessa Sociedade. Participou, com apresentação de trabalhos, de 19 congressos e foi presidente da Comissão Organizadora do XII Congresso Brasileiro de Fruticultura. Foi um dos criadores dos Ciclos de Palestras Sobre Citricultura do RS.

Foi agraciado com as seguintes homenagens e prêmios: - PROFESSOR EMÉRITO da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em dezembro de 2012; - Categoria Especial do prêmio O FUTURO DA TERRA, concedido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul – FAPERGS e Jornal do Comércio, Em 2004; - Homenageado pelo Governo do Estado do Espírito Santo, por sua relevante contribuição ao desenvolvimento da citricultura capixaba em 2009; - MÉRITO AGRONÔMICO, concedido pela Sociedade de Agronomia do Rio Grande do Sul em 1993;